André de Paiva Bonillo Fernandes

Doutorando em Filosofia na Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (EFLCH/UNIFESP), mestre em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), pós-graduado em Direito Público, possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito de Franca. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Direito Natural, Hugo Grotius e Tomás de Aquino, e na área de Direito, com ênfase em Direito Constitucional, Filosofia do Direito, Teoria do Direito e Direito Internacional. Professor dos cursos de Direito do Centro Universitário da Fundação Educacional de Guaxupé (UNIFEG) e das Faculdades Integradas Libertas, além de advogado inscrito na OAB/SP e OAB/MG.

Antonio de Pádua Fernandes Bueno

Possui graduação em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro(1992), mestrado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro(1996) e doutorado em Direito pela Universidade de São Paulo(2005). Atualmente é Revisor de periódico da Sequência (UFSC), Revisor de periódico da Revista de Estudios Brasileños, Revisor de periódico da Revista da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (Im e Revisor de periódico da Revista do CAAP. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Teoria do Direito. Atuando principalmente nos seguintes temas:Direitos Humanos, Direito Internacional, Cultura jurídica, Teoria Geral do Direito.

Ascísio dos Reis Pereira

Licenciado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC-CAMPINAS, (1994), Mestre em Filosofia, com ênfase em Ética, pela PUC-CAMPINAS, (2000) e Doutor em Educação, na área de História, Filosofia e Educação, pela Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, com tese sobre a educação e a política na modernidade intitulada: O projeto político-pedagógico de John Locke para a modernidade: atualizações necessárias e releituras possíveis. (2006). Atualmente é professor da Universidade Federal de Santa Maria( UFSM), Rio Grande do Sul, junto ao departamento de fundamentos da educação, professor efetivo do programa de pós-graduação em educação profissional e tecnológica, mestrado acadêmico.Integrante da linfa de pesquisa Formação de professores para a educação técnica e tecnológica. Trabalha. na graduação, com a disciplina de fundamentos sociológicos, filosóficos e históricos da Educação, teorias da Educação e Educação e Direitos Humanos. Na pós-graduação, trabalha com a disciplina Educação, tecnologia, ética e direitos humanos. Tem experiência na área de Filosofia e Educação, política e educação, ética e educação com ênfase em Filosofia Política, História da Filosofia Moderna, sociedade civil e Ética, atuando principalmente nos seguintes temas: Filosofia da Educação, Filosofia Política, Filosofia e história da Educação. Tem desenvolvido pesquisas relacionando Educação profissional, técnica, tecnológica e as suas implicações éticas e em direitos humanos, trabalha também, Educação, Ética e Direitos Humanos, tanto na Universidade, como também nos grupos de pesquisa dos quais participa como na Associação de pós-graduação e Filosofia ANPOF, no GT Ensinar Filosofia e Filosofia e Direito. Tem desenvolvido trabalhos com extensão, Educação e Direitos Humanos.Torcedor do único time de futebol profissional de Campinas, SP, que já deu volta olímpica.

Cássio Corrêa Benjamin

Graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1993). Mestrado em Filosofia Social e Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997). Doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (2010). Professor Adjunto III da Universidade Federal de São João del-Rei (2011). Atua nas áreas de teoria política (com ênfase no tema da representação política) e teoria do direito.

Douglas Ferreira Barros

Professor da Faculdade de Filosofia e docente do quadro permanente de professores do PPG em Ciências da Religião da PUC-Campinas - Campinas. Coordrenador do Departamento de Relações Externas, responsável pela realização de acordos com IES estrangeiras (08/2011- até hoje). Coordenador do Programa Ciência sem Fronteiras na PUC-Campinas (08/2011- até hoje). Possuo graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás (1992), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1998) (Bolsa - CNPQ), Stage de doctorat-bolsa sanduíche - École des Hautes Études en Sciences Sociales (2001-2003) (Bolsa - CAPES) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004) (Bolsa - CNPQ). Entre março de 2006 e março de 2007 fiz pós-doutorado na Universidade de São Paulo, com projeto financiado pela FAPESP, vinculado ao Projeto Temático: "Experiência e Razão na Filosofia Moderna". Tenho experiência de ensino e de pesquisa na área de Filosofia, com ênfase em Ética e Filosofia Política, ministrando cursos sobre: História da Filosofia Moderna, História da Filosofia Política Moderna, Filosofia Política Contemporânea. Atualmente (2014-2015) desenvolvo projeto de pesquisa (PUC-Campinas): Soberania e representação do poder: o ?retorno? da política ao campo da Teologia?, líder do grupo de pesquisa Ética, Política e Religião: questões de fundamentação (CNPq), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da PUC-Campinas. Mantenho vínculo com os GTs da ANPOF Filosofia e Direito e Filosofia do sec. XVII, entre outros. Participou do Conselho Consultivo da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da PUC-Campinas (08/2009-08/2011). Professor de Filosofia em nível universitário desde 1994

Helena Esser dos Reis

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1984), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é professora associada da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em filosofia política moderna: Jean-Jacques Rousseau e Aléxis de Tocqueville, republicanismo, democracia, direitos humanos; atuando principalmente nos seguintes temas: estado, poder, república e democracia, igualdade e liberdade, participação, cidadania, soberania, tolerância, pluralismo, virtude cívica e direitos humanos.

Jacira de Freitas

Professora adjunta da Universidade Federal de São Paulo. Pós-Doutoranda - USP (2016-2017). Doutora em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2003 - Bolsa Fapesp), realizou estágio Pós-Doutoral na Université Paris 1 Sorbonne (2009-2010 Bolsa Fapesp). Mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1997), Graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1992) e Iniciação Científica (1991-1992-Bolsa Fapesp). É pesquisadora de Ética e Filosofia Política e História da Filosofia Moderna, em especial Rousseau e os iluministas e sua influência no pensamento contemporâneo. Seus estudos abrangem duas perspectivas principais: as relações entre ética e estética na filosofia de J.-J. Rousseau - festa popular, teatro, música, linguagem e a filosofia política; e, por outro lado, os textos autobiográficos do autor. É coordenadora do GT Rousseau e o Iluminismo da Anpof e Líder de Grupo de Pesquisa do CNPq Rousseau e a Filosofia Francesa do Iluminismo; Pesquisadora do GIP Rousseau - Grupo Interdisciplinar de Pesquisa Jean-Jacques Rousseau do CNPq (UFG); e do GT Filosofia e Direito da Anpof; membro da Diretoria da Abes18 - Associação de Estudos do Século XVIII (2ª vice-presidente); coordenadora do Ger - Grupo de Estudos Rousseau da Unifesp. Participa ainda como pesquisadora associada do Diversitas - Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos da USP. Atua na área editorial, tendo sido membro da equipe fundadora e da Comissão Editorial e Executiva da Revista Cadernos de Ética e Filosofia Política da Usp. É autora de Política e Festa Popular em Rousseau: a recusa da representação (Humanitas/Fapesp), A Lira de Orfeu: a música na origem da comunicação e artigos científicos publicados em revistas especializadas.

Luiz Paulo Rouanet

Doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo em 2000. Em seu currículo lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção cientifica, tecnológica e artístico-cultural são: Filosofia Política, Ética, Justiça, Filosofia Contemporânea, Paz, Direito, Relações internacionais, História da Filosofia, Renda básica e tolerância. Realizou pós-doutorado na UNICAMP. É professor adjunto da Universidade Federal de São João Del Rey (UFSJ). Professor colaborador junto ao programa de pós-graduação em história (mestrado) da UFSJ. Professor do departamento de Filosofia e Métodos da UFSJ. Chefe do Departamento de Filosofia e Métodos - UFSJ.

Marco Antônio Sousa Alves

Professor Adjunto de Teoria e Filosofia do Direito e do Estado na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutor em Filosofia pela UFMG (2014), com estágio de pesquisa doutoral em Paris, na EHESS (École des hautes études en sciences sociales), tendo a tese recebido o Prêmio UFMG de Teses e Menção Honrosa do Prêmio CAPES de Tese 2015. Mestre em Filosofia pela mesma instituição (2005). Graduado em Direito (Ênfase em Ciência e Filosofia do Direito) e em Filosofia, ambos também pela UFMG. Foi pesquisador-bolsista de pós-doutorado (PNPD/CAPES) no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFMG entre 2014 e 2017. Tem experiência como professor de graduação e/ou pós-graduação em diversas instituições: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Faculdade de Direito Milton Campos, Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (FAJE), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e nas Faculdades Promove. Trabalha nas áreas de Filosofia Contemporânea, Filosofia Política e Teoria e Filosofia do Direito.

Milton Meira do Nascimento

Possui graduação (1971), mestrado (1978) e doutorado(1987) em Filosofia pelo Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, da qual é professor desde 1975. Em 1981, obteve o D.E.A - Diplôme d´Études Approfondues pela École des Hautes Études en Sciences Sociales - Paris. Em 2002, obteve o diploma de livre-docente e atualmente é professor titular do departamento de filosofia da FFLCH da Universidade de São Paulo, na área de ética e filosofia política.

Narbal de Marsillac Fontes

Possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (1996), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RJ (1999), especialização em psicanálise pelo Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação - IBMR (2001) e doutorado em Filosofia pela Universidade Gama Filho - UGF (2003). Atualmente é professor associado da Universidade Federal da Paraíba - UFPB, vinculado ao Departamento de Filosofia e professor do curso de mestrado e doutorado em Ciências Jurídicas e em Filosofia da mesma instituição. Tem experiência como professor de Filosofia Geral e Jurídica, atuando principalmente nos seguintes temas: Ética, Retórica, Hermenêutica e Teorias da Argumentação, Filosofia do Direito, Direitos Humanos. Sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Retórica - SBR e membro do Gt Filosofia e Direito e do Gt Filosofia e Pragmatismo Americano da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia - ANPOF. Desenvolve pesquisa que trata das relações entre Retórica, Filosofia, Psicanálise e Direitos Humanos.

Patricia Carvalho Reis

Possui graduação em direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2004) , mestrado (2010) e doutorado (2017) em Filosofia na linha Ética e Filosofia Política pela Universidade Federal de Minas Gerais. No mestrado, analisou o regime despótico na filosofia de Montesquieu. No doutorado, trabalhou com o tema do constitucionalismo na filosofia de Condorcet. Tem bastante interesse por alguns temas como, por exemplo, direitos humanos, Constituição, soberania popular, Ética, Iluminismo, história da filosofia, filosofia do direito, história do direito, regimes políticos, organização do Estado, separação dos poderes e democracia representativa.

Pedro Hermílio Villas Bôas Castelo Branco

Professor Adjunto do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ, antigo IUPERJ) e professor da Universidade Veiga de Almeida. Doutorou-se em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (antigo IUPERJ), em 2009. Durante o doutorado, estudou com bolsa sanduíche do convênio DAAD/CAPES no Otto-Suhr-Institut für Politikwissenschaft (Instituto de Ciência Política Otto Suhr) na Freie Universität Berlin (Universidade Livre de Berlim), na Alemanha. Concluiu o mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, (2000) e graduou-se em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, (1997). Tem experiência de ensino e pesquisa na área de Teoria Política, Teoria do Estado e Teoria do Direito. É autor do livro ?Secularização Inacabada: Política e Direito em Carl Schmitt?, publicado em 2011 no Brasil e também na Alemanha, em 2013, com o titulo ?Die unvollendete Säkularisierung. Politik und Recht im Denken Carl Schmitts?.

Roberto Bueno Pinto

Doutor em Filosofia do Direito pela Universidade Federal do Paraná (2011) (UFPR / Nível 6 CAPES). Mestre em Teoria do Estado e Filosofia do Direito pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da UNIVEM (2006). Especialista em Direito Constitucional e Ciência Política pelo Centro de Estudios Constitucionales de Madrid (1994). Mestre em Filosofia pelo Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Ceará (2011-2012). Graduado em Direito pela Universidade Federal de Pelotas (1992). Professor adjunto III do Programa de Pós-Graduação (Mestrado) da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB). Coordenador da Rede Internacional de Estudos Schmittianos (RIES), integrada por especialistas de diversos países. Professor do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB). Pós-Doutor (UNIVEM). Membro-fundador do Centro de Estudos Avançados sobre Democracia (CEAD), integrado por pesquisadores de diferentes Institutos e Faculdades da UFU e pesquisadores externos (nacionais e estrangeiros). Tem experiência em pesquisa em Filosofia do Direito, Filosofia Política e Moral. As linhas de pesquisa são: totalitarismo, democracia, ditadura, Estado de exceção, fascismo, política, liberdade e (des)igualdade, constitucionalismo norte-americano clássico. Representante da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) no Conselho Municipal de Meio Ambiente (CODEMA) da Prefeitura Municipal de Uberlândia (MG). Membro do Conselho da Diretoria de Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Silvio Rosa Filho

Professor de filosofia na Universidade Federal de São Paulo, graduou-se em 1995 e doutorou-se em 2002 pelo Departamento de Filosofia da FFLCH-USP, com estadia na École Normale Supérieure (1998-2000).

Suelen da Silva Webber

Doutora em Direito Publico com bolsa CNPq pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos (Capes 6), recebendo a Láurea Acadêmica. Mestre em Direito Público pela Unisinos, com Láurea Acadêmica. Bacharel em Direito pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) com Láurea Acadêmica. Ex-Juíza Leiga e Conciliadora Criminal nos Juizados Especiais. Advogada. Pesquisadora. Desenvolve pesquisas na área de Teoria do Direito, Sociedade, Novos Direitos, Transnacionalização, Saúde, Filosofia, Direitos Fundamentais, Direitos Humanos, Sociologia, Direito Penal, Processo Penal e Processo Civil. Membro do grupo de pesquisa Direito e Filosofia, que reune pesquisadores de diversas universidades brasileiras - Anpof e do Grupo Jusnano. Avaliadora das Revistas Jurídicas Direitos Fundamentais e Democracia, Opinião Jurídica, Revista de Direito Internacional / Brazilian Journal of International Law, Revista Direito GV Law, Revista Brasileira de Políticas Públicas, entre outras e membro do Conselho Editorial da Revista Ius Gentium. Professora Universitária.

Midia Ninja

© 2018  por Grupo de Filosofia Política da UnB